center
center

.

.

CASA DE RETIRO E ENCONTROS

CASA DE RETIRO E ENCONTROS
CONTATO: RUA SÃO VICENTE DE PAULO,300,ANTONIO BEZERRA - FORTALEZA/CE - TEL:(85)3235-6153

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Familia Vicentina

    A Família Vicentina uma Realidade e uma Proposta
Família Vicentina - O que é?
A expressão Família Vicentina (FV) se refere ao conjunto de congregações, organismos, movimentos, associações, grupos e pessoas que, de forma direta ou indireta, prolongam no tempo o carisma vicentino, sejam eles fundados diretamente por São Vicente de Paulo, ou encontrem nele a fonte de sua inspiração e dedicação ao serviço dos pobres.
De acordo com o grau de afinidade e especificadade de cada ramo, a Família Vicentina tem como herança comum:

A Proposta de Articulação da FV: Ao longo dos tempos, diversos ramos da FV sempre desenvolveram alguma forma espontânea de aproximação e colaboração mútua.
Nos últimos anos, esta aproximação e colaboração mútua têm crescido cada vez mais. No Brasil, por exemplo, nos anos 80, surgiu a Frente Ampla Vicentina, que desenvolveu uma significativa ação por ocasião das comemorações do 40. Centenário do Nascimento de São Vicente de Paulo (1981).
Na década de 90, a partir de diversas experiências positivas em vários países, os Superiores Maiores de alguns ramos têm se reunido e daí tem surgido uma insistente proposta de colaboração vicentina. Com formal e renovado impulso, esta proposta de organização da FV não tem sentido jurídico-canônico; trata-se de um convite a todos os grupos e pessoas que participam da herança vicentina, para que se entrosem e colaborem entre si, sempre buscando melhor serviço aos pobres.
Objetivos e Princípios da FV:
A proposta de organização da FV se apoia na convicção de nossa responsabilidade missionária a serviço do Reino, na força profética e dinamizadora do carisma vicentino. Animados pela força da caridade, com criatividade e abertura, queremos criar mecanismos para uma efetiva colaboração mútua, aprofundando as atuais exigências do carisma vicentino e respondendo juntos aos atuais e urgentes clamores dos pobres.
A proposta de articulação da FV tem, pois, os seguintes objetivos específicos:
Intensificar os laços de fraternidade e conhecimento entre os vários ramos.
Aprofundar o carisma vicentino à luz dos apelos de hoje.
Desenvolver formas de colaboração na formação dos membros dos diversos ramos.
Empreender projetos conjuntos de serviço aos pobres, em conformidade com os seus novos e atuais clamores.
A concretização destes objetivos deverá obedecer a alguns princípios, como:
abertura de cada ramo, dentro de uma consciência eclesial de serviço aos pobres;
amplo respeito à autonomia e especificidade de cada ramo;
espírito de fraternidade, de ajuda mútua e de igualdade entre os vários ramos;
valorização da experiência de cada ramo na sua concretização específica da herança vicentina.
A Ação da Família Vicentina no Brasil
1. Linhas de Ação:
Unir forças, caminhando espontaneamente, buscando o fortalecimento dos laços da FV, em vista de um forte impulso em benefício do serviço dos pobres.
Buscar a unidade através do conhecimento de São Vicente e seu carisma, proporcionando uma maior formação dos membros da FV.
Fortalecer a articulação da FV, buscando a participação de outros ramos e organização e desenvolvimento dos Regionais.
Respeitar a autonomia de cada grupo, em espírito de cooperação mútua.
2. Organização:
Organização de Regionais;
Criação de uma Coordenação Nacional;
Organização da Secretaria Nacional da FV;
Constituição de uma Equipe de Coordenaçã da Mídia da FV.

3. Esforços e Atividades que estão sendo desenvolvidos:
Realização anual do Encontro dos Representantes dos diversos Ramos da FV;
Divulgação de Notícias da FV (no Boletim Brasileiro da SSVP);
Publicação e Intercâmbio de Material de Animação e Formação Vicentina;
Realização do Congresso da Mídia da FV;
Celebração conjunta do Momento de Oração comum da FV e de outras festas vicentinas;
Realização de Projetos conjuntos de Serviço aos pobres em Belém/PA, Belo Horizonte/MG, Fortaleza/CE...
Realização de diversas atividades pelos Regionais e Ramos da FV, intensificando as iniciativas de aproximação, entrosamento, formação e colaboração mútua entre pessoas e ramos da FV.