center
center

.

.

CASA DE RETIRO E ENCONTROS

CASA DE RETIRO E ENCONTROS
CONTATO: RUA SÃO VICENTE DE PAULO,300,ANTONIO BEZERRA - FORTALEZA/CE - TEL:(85)3235-6153

sábado, 22 de outubro de 2011

Filha da Caridade é cidadã maceioense

Na tarde do dia 23 de setembro de 2011, a Câmara Municipal de Maceió (região Nordeste do Brasil) realizou uma sessão pública com o tema “Em defesa dos Direitos da Pessoa Idosa”, no Teatro do Colégio Marista, no bairro do Farol em Maceió. A solenidade foi proposta pela Vereadora Fátima Santiago e presidida pelo vereador Galba Novaes.
A solenidade iniciou com a entrega do Título de Cidadã Honorária de Maceió à Irmã Terezinha Tortelli, Filha da Caridade da Província de Curitiba (região Sul do Brasil) e Coordenadora Nacional da Pastoral da Pessoa Idosa, que dedicou a homenagem a todas as lideranças comunitárias que fazem visitas mensais a idosos carentes e fragilizados, com o intuito de incentivar um envelhecimento ativo e com dignidade. Também parabenizou em seu discurso a atuação da Arquidiocese de Maceió ao implantar o Ano da Pessoa Idosa, elogiado por vários bispos do Brasil, e que com certeza contribuiu e contribuirá para a execução de ações semelhantes.
“Vemos hoje um Brasil que não está preparado para atender essa população que cresce a cada dia. Que tipo de moradia, previdência, apoio ou assistência está sendo oferecido às pessoas idosas que não têm família?”, destacou Irmã Terezinha. Também destacou a necessidade da capital alagoana se tornar uma cidade amiga da pessoa idosa, para isso, é preciso que as “políticas públicas, serviços, ambientes e estruturas apoiem as pessoas idosas, respeitando as decisões e o estilo de vida, e protejam aqueles que são mais vulneráveis. A cidade amiga do idoso deve favorecer o empoderamento e autoestima dos idosos”, exaltou.
A mesa de honra foi composta por: Viviane Gusmão, Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência da Pessoa Idosa, da Secretaria de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social; Josiene Moreira, Ouvidora do SUS da Secretaria Municipal de Saúde; Padre Rogério Madeiro, Coordenador das Pastorais Sociais da Arquidiocese de Maceió; Crismédio Neto, Presidente do Conselho Estadual do Idoso e Coordenador Estadual da Pastoral da Pessoa Idosa em Alagoas; José Justino do Nascimento, do Conselho Municipal do Idoso; Fátima Coutinho, Conselho Estadual de Assistência Social; Marta Ferreira, Assistente Social do INSS e Gerontóloga; e Darci Cavalcante, representando a Universidade Aberta à Terceira Idade da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal). Também teve a apresentação artística da cantora lírica Madalena Oliveira e a tecladista Inês Gama, que interpretaram várias canções.

Fonte: Assessora de Imprensa – Helciane Angélica S. Pereira – Jornalista 1102 MTE/AL

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Crônicas da XIV Assembléia Ordinária de CLAPVI


DOMINGO 16 - PRIMEIRO DIA
1. Iniciou-se a Assembleia com a Lectio Divina a partir do texto do evangelho de Mateus 22,15-21, correspondente ao XXIX Domingo do Tempo Comum. A oração foi dirigida pelo Pe. Daniel Vásquez, presidente da CLAPVI.
2. Na sessão plenária, moderada pelo Pe. Silviano Calderón, Visitador da Província do México, se invocou a presença do Espírito Santo e a intercessão de Maria Santíssima.
-  Pe. Daniel Arturo Vasquez Ordoñes, Presidente da CLAPVI deu as boas vindas aos participantes, seguido do Pe. Francisco Ramos, Visitador da Província anfitriã, que além das boas vindas falou do Ano Jubilar que estão celebrando. Seguiu-se intervenção do Pe. Eli Dos Santos, Assistente General, e, finalmente, o Pe. Jair Vélez, secretario,  informou sobre o sentido, os objetivos e a metodologia da Assembleia.
3. Apresentação de experiências: Durante o resto da manhã foram apresentadas as experiências Provinciais por parte dos Visitadores e Delegados. Cada um contou com um tempo de vinte minutos segundo o que foi estipulado. A apresentação das experiências Provinciais se fez na seguinte ordem: América Central, Argentina, Perú, Colômbia e Curitiba.
4. Com o propósito de continuar enriquecendo nossa vida missionária, continuamos nas horas da tarde a apresentação de experiências Provinciais. No entanto, antes disto, o Pe. Jair Vélez nos informou sobre o atraso do Pe. Oscar Mata e sobre a ausência do Pe. Justo Moro, Visitador de Cuba; também informou sobre a ausência dos delegados da Bolívia e da missão interprovincial de Zaragoza. Passou-se então à partilha das experiências feita pelos representantes de Honduras (Província de Barcelona) e das Províncias de México, Equador e Fortaleza. Depois do descanso fez-se um eco das experiências apresentadas e procedemos à escuta do informe da Familia Vicentina, apresentado pelo Pe. Silviano Calderón, representante de CLAPVI. Concluímos a jornada com a celebração da Eucaristia, presidida pelo Pe. Daniel Vásquez, Presidente e Visitador de Colômbia.
 
SEGUNDA FEIRA 17 – SEGUNDO DIA
1. Em meio a uma manhã bastante chuvosa, a Eucaristia de hoje foi presidida pelo Pe. Geraldo Ferreira Barbosa, Visitador da Província do Rio de Janeiro, e a jornada foi moderada pelo Pe. Alcibiades Guerra, da Província de Filadélfia.
2. Iniciando com uma breve oração, continuamos com as apresentações de experiências Provinciais. Desta vez o tempo foi reservado para as Províncias do Chile, Rio de Janeiro, Venezuela, Panamá e Porto Rico.
3. Intervenção do Assistente Geral: no dia de ontem o Pe. Eli Chaves dos Santos nos apresentou a saudação enviadas pelo Pe. Gregory Gay, Superior General, além de fazer referência à importância que representa a CLAPVI para a Congregação da Missão. Em sua intervenção apresentou algumas preocupações do Superior General, preocupações estas que se revestem de singular importância para toda a Congregação. Por ordem, foram:
-    Desenvolvimento do espírito missionário
-    As paróquias
-    Coirmãos em dificuldade
-    Formação inicial e permanente
-    Reconfiguração em vista à fidelidade criativa para a missão
-  Colaboração interprovincial e internacionalidade da Congregação da Missão
-  Colaboração com a Familia Vicentina
4. O informe do seminário interno da CLAPVI NORTE e CLAPVI SUL, foi deixado para o dia seguinte, uma vez que passamos as horas desta tarde na Antiga Guatemala, patrimônio cultural da UNESCO.
Entre as riquezas culturais que apresenta esta antiga cidade, somente pudemos visitar o templo de São Francisco “O Grande” onde se encontra a tumba de santo Irmão Pedro, a Igreja das Mercês e a Catedral, que foi vítima do terremoto denominado santa Marta ocorrido no ano 1778; culminamos a turnê visitando a casa que os coirmãos mantêm neste lugar, onde desfrutamos de uma deliciosa merenda.
5. Concluímos a jornada do dia com uma confraternização na sala de reuniões, unindo-se a nós o Pe. Oscar Mata, que chegou da Costa Rica nesta tarde.