center
center

.

.

CASA DE RETIRO E ENCONTROS

CASA DE RETIRO E ENCONTROS
CONTATO: RUA SÃO VICENTE DE PAULO,300,ANTONIO BEZERRA - FORTALEZA/CE - TEL:(85)3235-6153

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

A humildade profunda da fé obediente de Maria

Catequese do Papa Bento XVI na Audiência Geral
Virgem Maria: Ícone da fé obediente
Queridos irmãos e irmãs,
No caminho do Advento a Virgem Maria ocupa um lugar particular como aquela que de maneira única esperou a realização das promessas de Deus, acolhendo na fé e na carne Jesus, o Filho de Deus, em plena obediência à vontade divina. Hoje gostaria de refletir brevemente com vocês a fé de Maria a partir do grande mistério da Anunciação.
«Chaîre kecharitomene, ho Kyrios meta sou», “Alegra-te, cheia de graça: o Senhor é convosco” (Lc 1,28). São estas as palavras – trazidas pelo evangelista Lucas – com as quais o arcanjo Gabriel se dirige a Maria. À primeira vista o termo Chaîre, “alegra-te”, parece uma saudação normal, usual no âmbito grego, mas esta palavra, se lida a partir da tradição bíblica, adquire um significado muito mais profundo. Este mesmo termo está presente quatro vezes na versão grega do Antigo Testamento e sempre como um anúncio alegre da vinda do Messias (cf Sof 3,14; Gl 2,21; Zc 9,9; Lam 4,21). A saudação do Anjo à Maria é então um convite à alegria, a uma alegria profunda, anuncia o fim da tristeza que há no mundo diante das limitações da vida, do sofrimento, da morte, da maldade, da escuridão do mal que parece obscurecer a luz da bondade divina. É uma saudação que marca o inicio do Evangelho, da Boa Nova.
Mas porque Maria é convidada a alegrar-se desta maneira? A resposta se encontra na segunda parte da saudação: “o Senhor é convosco”. Aqui também para bem compreender o sentido da expressão devemos dirigir-nos ao Antigo Testamento. No livro de Sofonias encontramos esta expressão “Alegra-te filha de Sião,... Rei de Israel é o Senhor em meio a ti... O Senhor, teu Deus, está no meio de ti, um herói que salva” (3, 14-17). Nestas palavras existe uma dupla promessa feita a Israel, à filha de Sião: Deus virá como salvador e fará habitação em meio ao seu povo, no ventre da filha de Sião. No diálogo entre o anjo e Maria se realiza exatamente esta promessa: Maria é identificada com o povo escolhido por Deus, é verdadeiramente a Filha de Sião em pessoa; nela se cumpre a esperada vinda definitiva de Deus, nela faz morada o Deus vivo.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Visita do Visitador Provincial da PFCM aos Noviços em Campina Verde/MG

Sem.Nárion, Pe.Evaldo e Sem.José Carlos
No dia 11 de dezembro os noviços receberam, no Seminário Interno em Campina Verde/MG, o coirmão Pe. César que com muito amor e dedicação colocou-se disponivel para pregar dois dias de retiro,13 e 14, em preparação para o bom propósito. Dia 16 chegou o Pe. Evaldo, visitador da PFCM e o Pe. Odair da CMPS.
Dia 17 ao longo do dia foi realizada a avaliação do seminário Interno... Dia 18, as 10:30h, houve uma celebração Eucaristica de encerramento juntamente com a Família Vicentina. Em seguida tiveram um almoço festivo de confraternização. Dia 18 a tarde alguns já começaram a viajar em visita as familias. Dia 19 viajaram Nárion, Alagoas, Pe. Evaldo e José Carlos para o Ceará. Que Deus continue os abençoando.... Muita Fidelidade e perseverança na caminhada.... Conte com nossas orações. Abraço!!!

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Reflexão por ocasião do Natal de Jesus

 
Irmãos,
Paz e Alegria para todos Vocês!
Dom Helder Camara nos oferece uma pequena meditação:
“ANUNCIARAM UM PRESÉPIO VIVO
Uma Jovem linda fazia as vezes de Nossa Senhora... Um Senhor, meio idoso, fazia o papel de São José... Uma Criança loura de olhos azuis, era o próprio Menino Deus... Presépio vivo ou quadro teatral? ... Quem quiser Presépio vivo entre em qualquer mocambo dos Alagados, destes onde a Família apanha comida nas latas de lixo e vive sem luz, sem água, sem esgoto, sem voz e sem vez... Há sempre Criança nova dormindo em algum caixão de querosene, ameaçada de ser roída pelos ratos, ou de ter a cabeça devorada pelos porcos... Nome da Criança? Nome aparente: Zé, Amaro ou Severino... Nome de verdade: Jesus Cristo!”
Este texto nos convida a alguns instantes silenciosos. . . O Criador e Pai prova – pelo envio de seu Filho Jesus – que a Humanidade tem o direito feliz de ser humana... Que o Espírito do Homem de Nazaré mova todos os Corações para construirmos um Mundo respirável...
Mais de 2000 anos se passaram... 
A Humanidade celebra, mais uma vez, o feliz nascimento de Jesus. Esta Humanidade se tornou, após o primeiro natal – sempre mais – humana? Os dias de dezembro são, cada ano de novo, uma oportunidade para refletirmos um pouco. 
O Criador – Amor pleno – faz a mulher e o homem viverem em um belo paraíso, lugar certamente bem humano, pois repleto de paz, felicidade e bem-estar. Mas, o mal, o negativo, o egoísmo desviam o curso dos sonhos do Pai. As filhas e os filhos, na prática menos irmãs e menos irmãos, mergulham em dor e sofrimento. Os Profetas gritam, denunciando o que está errado, e anunciando o que é bom e belo. Nasce Jesus, trazendo vida, e “vida em abundância”; vem Jesus para a Humanidade se tornar novamente humana. 
E, neste final do ano 2012? Todas e todos vivem, realmente, vida humana? As Instituições – de todos os matizes – permitem, de verdade, vida humana? Não se precisa de muito tempo para descobrir que a realidade nua e crua deixa muito a desejar. 
Escravidões individuais e coletivas, em numerosas formas, freiam a possibilidade de a vida ser, cada vez mais, humana. Vegetar não é viver humanamente. Encontrar-se na “miséria que sub-humaniza” e no “egoísmo que desumaniza” – expressões de Helder Camara – não é viver humanamente. Estar rodeado por cercas que sufocam não tem muito a ver com vida humana. Por isso, Dom Pedro Casaldáliga sentencia: “Malditas todas as cercas que nos impedem de viver e amar!”. Vez por quando tem-se a impressão que temos pós-graduação em construir cercas! Cercas em torno de nós mesmos, cercas ao redor dos outros, cercas nas sociedades, cercas nas igrejas. Deste modo não se dá continuidade à vida que Jesus desejava trazer à terra no primeiro natal. 

Concerto Natalino na Pároquia de São Raimundo Nonato - Belém/PA

A paróquia de São Raimundo Nonato promoveu, com o apoio do coro Carlos Gomes e Orquestra de Câmera um Concerto Natalino, tendo como Regente a Srª Maria Antonia Jimenez. Essa iniciativa teve como objetivo promover, desde já entre os fiéis, o espirito do Natal com lindas canções.  Feliz Natal!!!
Programa
J.S. BACH - Herrscher de  Himmels, erhore das Lallen
                      Oratorio de Natal- coro 24
G.F. HAENDEL - Messiah
MORTEN LAURIDSEN - OMagnum Mysterium
IRVIN BERLING - White Christmas
ERNANI AGUIAR - Acalentando Jesus
LUC JAKOBS - Dormi, Jesu
ARR. CYRO PEREIRA - Noite Azul
ADOLPHE-CHARLES ADAM - O Holy Nigth
JOSÉ VIEIRA BRANDÃO - Chorinho Natalino

Confraternização da Familia Vicentina do Regional Belém/PA


Encerramento e Confraternização do Seminário Pe.José Santana - Turma da Filosofia

No dia 10 de dezembro, no Seminário Pe.José Santana as 19:00hs, reuniram-se os seminaristas com a comunidade para celebrar e se confraternizarem por mais um ano de caminhada. A santa Missa foi celebrada pelo Pe.Adriano, pároco da Imaculada Conceição em Maceió, e concelebrada pelos padres Jânio, diretor da casa de Filosofia, e também pelo Pe.Silvio, diretor da casa de Teologia em Belém/Pa.
Foi uma noite muito especial, fortalecidos pela Eucaristia e também pela amizade cultivada entre todos aqueles que colaboram direto e indiretamente na formação dos futuros padres lazaristas. Que todos os seminaristas tenham uma boa viagem em visita a familia. Feliz Natal!!!