center
center

.

.

CASA DE RETIRO E ENCONTROS

CASA DE RETIRO E ENCONTROS
CONTATO: RUA SÃO VICENTE DE PAULO,300,ANTONIO BEZERRA - FORTALEZA/CE - TEL:(85)3235-6153

sábado, 27 de junho de 2015

São João do Seminário São Vicente de Paulo/ Teologia (Belém/Pará)

Aconteceu, no salão Paroquial de São Raimundo Nonato/Belém-PA, mas um momento de descontração e alegria, promovidas pelo Seminário São Vicente de Paulo (Teologia), por ocasião das festas juninas com direito a forró e comidas tipicas. 
Se fizeram presentes padres, seminaristas, benfeitores(as) e amigos.  Foi ótima a participação e alegria! 
Que a alegria de anunciar o evangelho, a exemplo de São João Batista, seja fonte inspiradora para nós seguidores de Jesus. Viva São João!!








sexta-feira, 26 de junho de 2015

Discurso do Papa Francisco para os jovens em Turim

Queridos jovens,
Agradeço-vos esta calorosa receção! E obrigado pelas vossas perguntas, que nos levam ao coração do Evangelho.
A primeira, sobre o amor, questiona-nos sobre o sentido profundo do amor de Deus, que nos é oferecido pelo Senhor Jesus. Ele mostra-nos até onde chega o amor: até ao dom total de si próprio, dando a sua vida, como contemplamos no mistério do Santo Sudário, quando nele reconhecemos o ícone do '' amor maior. " Mas este dom de nós mesmos não deve ser imaginado como um raro gesto heroico ou reservado para uma qualquer ocasião excecional.
Podemos de facto assumir o risco de cantar o amor, de sonhar o amor, de aplaudir o amor...sem deixarmo-nos tocar e envolver com ele! A grandeza do amor revela-se no cuidar das pessoas necessitadas, com lealdade e paciência; por isso é grande no amor quem sabe fazer-se pequeno para os outros, como Jesus, que se fez servo.
Amar é fazer-se próximo, tocar a carne de Cristo nos pobres e, nos últimos, abrir à graça de Deus as necessidades, os apelos, as solicitações das pessoas que nos circundam. O amor de Deus, assim, entra, transforma e torna grandes as coisas pequenas, torna-as sinal da sua presença. S. João Bosco é nosso mestre, precisamente, pela capacidade de amar e educar a partir da proximidade que ele vivia com os rapazes e os jovens.
À luz desta transformação, fruto do amor, podemos responder à segunda questão, sobre a falta de confiança na vida. A falta de emprego e de perspetivas para o futuro, certamente, ajuda o movimento da própria vida, colocando muitos na defensiva: pensar em si mesmos, gerir o tempo e os recursos de acordo com o seu próprio bem, limitar os riscos de qualquer generosidade...São todos sintomas de uma vida mantida e preservada a todo custo e que, no final, pode levar à resignação e ao cinismo.
Jesus ensina-nos, ao invés, a percorrer a estrada oposta: ‘Quem quiser salvar a sua própria vida perdê-la-á, mas quem perder a sua vida por minha causa, salvar-se á’ (Lc 9:24). Isto significa que não devemos atender a circunstâncias externas favoráveis, ​​para metermo-nos, verdadeiramente no jogo, mas que, pelo contrário, apenas empenhando a vida – conscientes de perdê-la – criamos para os outros e para nós as condições de uma nova confiança no futuro.
E aqui os meus pensamentos vão espontaneamente para um jovem que realmente passou assim a sua vida, tornando-se um modelo de confiança e ousadia evangélica para as jovens gerações de Itália e do mundo: o Beato Pier Giorgio Frassati. Um dos seus lemas era: "Viver e não ir vivendo." Esta é a estrada para experimentar em plenitude a força e a alegria do Evangelho. Assim, não só encontrareis confiança no futuro, mas conseguireis gerar esperança entre os vossos amigos e nos ambientes em que viveis.
Uma grande paixão de Pier Giorgio Frassati era a amizade. E a vossa terceira pergunta, dizia exatamente: como viver a amizade de uma forma aberta, capaz de transmitir a alegria do Evangelho? Soube que esta praça nas noites de sexta-feira e sábado, é muito frequentada pelos jovens. Assim acontece em todas as nossas cidades e vilas.
Penso que alguns de vós encontrais-vos aqui ou noutros lugares com os vossos amigos. E então faço-vos uma pergunta – que cada um pense e responda dentro de si mesmo: nesses momentos, quando estais em companhia, conseguis fazer transparecer a vossa amizade com Jesus nas atitudes, no modo que vos comportamentais? Pensais, algumas vezes, mesmo no tempo livre, no lazer, que sois pequenos ramos ligados à videira que é Jesus?
Garanto-vos que pensando com fé nesta realidade, sentireis correr em vós a "força vital" do Espírito Santo, e levareis frutos, quase sem vos aperceberdes: sabeis ser corajosos, pacientes, humildes, capazes de partilhar, mas também de diferenciar-vos, de alegrar-vos com quem se alegra e chorar com quem chora, sabereis gostar de quem não nos quer bem, responder ao mal com o bem. E, assim, anunciareis o Evangelho!
Os Santos e as Santas de Turim ensinam-nos que cada renovação, mesmo aquela da Igreja, passa através da nossa conversão pessoal, através daquela abertura do coração que acolhe e reconhece as surpresas de Deus, impulsionado pelo amor maior (cf. 2 Cor 5 , 14), que nos faz amigos também das pessoas, em sofrimento e marginalizadas.
Queridos jovens, juntamente com estes irmãos e irmãs maiores que são os santos, na família da Igreja, temos uma Mãe, não nos esqueçamos! Desejo que confieis plenamente nesta terna Mãe que indicou a presença do '' amor maior "precisamente no meio dos jovens, nesta festa de núpcias. A Nossa Senhora "é a amiga sempre atenta, para que não venha a faltar o vinho na nossa vida" (ibid., N. Evangelii Gaudium, 286). Rezemos para que não nos deixe faltar o vinho da alegria!

Obrigado a todos! Deus abençoe todos vós. E, por favor, rezai por mim.

Fonte:http://pt.radiovaticana.va/

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Iº Encontro de Bispos Vicentinos do Mundo

IMG_2325
De 23 a 25 de junho aconteceu na Casa María Inmaculada de Vía Ezio em Roma o primeiro encontro  de bispos vicentinos do mundo. Dos 32 bispos do mundo mundo, participaram do encontro 22 bispos, sendo eles, do Líbano, Itália, Polônia, Colômbia, Brasil, Mozambique, Índia, Etiopia, Madagascar, Albania, Ucrânia, Argentina, Guatemala e Perú. 
Que Deus continue abençoando a missão de nossos coirmãos bispos. 

Congresso da Vida Consagrada acontece em Bogotá

                                     
Por Rosinha Martins! 09.06.2015| Horizontes de novidade na vivência de nossos carismas hoje; escutemos a Deus onde a Vida Consagrada clama”. Este é o lema do Congresso da Vida Consagrada promovido Confederação Latinoamericana e Caribenha de Religiosos e Religiosas (CLAR).
O evento, que acontecerá dos dias 18 a 21 de junho, no Colégio de Nossa Senhora do Pilar, Chapinero - Bogotá, é uma das atividades da Confederação para celebrar o Ano da Vida Consagrada. 
De acordo com a coordenação, o Congresso da Vida Consagrada 2015 “pretende ser uma experiência de graça, que nos ajude a descobrir os horizontes de novidade na vivência de nossos carismas hoje para começar uma nova etapa, 'Escutar a Deus onde a Vida Consagrada clama'; assim nos leva e levará a viver confiadamente um presente que tem futuro e a transformar nossa vida e missão. 
Em nota publicada pela Pontifícia Comissão para a América Latina, a presidente da Confederação, Irmã Mercedes Casas, relatou que “através deste evento, no qual participarão por volta de 1,2 mil religiosos e religiosas, se busca gerar um espaço para “despertar aos religiosos e religiosas, de modo que eles possam despertar ao mundo, como pediu o Papa Francisco na Carta Apostólica que escreveu por ocasião do Ano da Vida Consagrada”. 
Mercedes acrescentou ainda, o significado deste evento para a Vida Consagrada da América Latina. “É um ano de graça, um presente que nos fez o Papa, surpreso e também animador, porque nos desperta a um dom tão grande que a Igreja recebeu através da Vida Consagrada. Representa um ano de renovação, de formular-nos perguntas sobre nossa identidade, nossa missão e a maneira em que vivemos nossa consagração”. 
Juntamente com os religiosos e religiosos vindos de todas as Conferências confederadas à CLAR, estará o prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, o cardeal dom João Braz de Aviz. “A positiva resposta do Cardeal ao convite da CLAR representa uma valorização do Santo Padre, que também se fará presente com uma mensagem (...) e expressa a sintonia da Santa Sé com a CLAR, com o Congresso e com a Vida Consagrada do Continente, e confirma nossa comunhão eclesial”, disse o Padre Gabriel Naranjo Salazar, Secretário Geral da CLAR. 

Fonte: Gaudium Press/ http://www.crbnacional.org.br

Reeleita a presidente da Conferencia Latino-americana e Caribenha de Religiosos(as).

                          
Rosinha Martins| 23.06.2015| A confederação Latino-americana e Caribenha de Religiosos e Religiosas (CLAR), reelegeu na tarde desta terça, 23, na Colômbia, a mexicana Irmã Mercedes Casas Sánchez, como presidente. Irmã Mercedes pertence à Congregação das Filhas do Espírito Santo, uma congregação mexicana, fundada pelo padre Félix Rougier e Ana María Campos em 1924. Ela nasceu em Ensenada, Baja Califórnia – México. 

Para Irmã Mercedes a força da Vida Consagrada da América Latina está no amor que o religiosos tem por este estilo de vida. “Se percebe o carinho a esta vocação, crer na força e no tesouro que é a Vida Religiosa para a Igreja. Este amor, segundo Mercedes, se vê no empenho de cada Conferência para animar seus religiosos, por vincular-se e responder à realidade que estão vivendo e ao chamado de Deus. “Outra fortaleza da Vida Consagrada, afirma, é a comunhão que se está vivendo tanto nas Conferências nacionais como na própria CLAR. Vamos caminhando com um horizonte e um ideal e isso nos une profundamente”.


Nos próximos dias os religiosos reunidos em Assembleia deverão eleger os outros membros que comporão a presidência junto à Irmã Mercedes.


Fonte:http://www.crbnacional.org.br

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Natividade de São João Batista

Dos Sermões de Santo Agostinho, bispo
Voz do que clama no deserto
A Igreja celebra o nascimento de João como um acontecimento sagrado. Dentre os nossos antepassados, não há nenhum cujo nascimento seja celebrado solenemente.
Celebramos o de João, celebramos também o de Cristo: tal fato tem, sem dúvida, uma explicação. E se não a soubermos dar tão bem, como exige a importância desta solenidade, pelo menos meditemos nela mais frutuosa e profundamente. João nasce de uma anciã estéril; Cristo nasce de uma jovem virgem.

O pai de João não acredita que ele possa nascer e fica mudo; Maria acredita, e Cristo é concebido pela fé. Eis o assunto que quisemos meditar e prometemos tratar. E se não formos capazes de perscrutar toda a profundeza de tão grande mistério, por falta de aptidão ou de tempo, aquele que fala dentro de vós, mesmo em nossa ausência, vos ensinará melhor. Nele pensais com amor filial,a ele recebestes no coração, dele vos tornastes templos.

João apareceu, pois, como ponto de encontro entre os dois Testamentos, o antigo e o novo. O próprio Senhor o chama de limite quando diz: A lei e os profetas até João Batista (Lc 16,16). Ele representa o antigo e anuncia o novo. Porque representa o Antigo Testamento, nasce de pais idosos; porque anuncia o Novo Testamento, é declarado profeta ainda estando nas entranhas da mãe. Na verdade, antes mesmo de nascer, exultou de alegria no ventre materno, à chegada de Maria. Antes de nascer, já é designado; revela-se de quem seria o precursor, antes de ser visto por ele. Tudo isto são coisas divinas, que ultrapassam a limitação humana. Por fim, nasce. Recebe o nome e solta-se a língua do pai. Relacionemos o acontecido com o simbolismo de todos estes fatos.

Zacarias emudece e perde a voz até o nascimento de João, o precursor do Senhor; só então recupera a voz. Que significa o silêncio de Zacarias? Não seria o sentido da profecia que, antes da pregação de Cristo, estava, de certo modo, velado, oculto, fechado? Mas com a vinda daquele a quem elas se referiam, tudo se abre e torna-se claro. O fato de Zacarias recuperar a voz no nascimento de João tem o mesmo significado que o rasgar-se o véu do templo, quando Cristo morreu na cruz. Se João se anunciasse a si mesmo, Zacarias não abriria a boca. Solta-se a língua, porque nasce aquele que é a voz. Com efeito, quando João já anunciava o Senhor, perguntaram-lhe: Quem és tu? (Jo 1,19). E ele respondeu: Eu sou a voz do que clama no deserto (Jo 1,23). João é a voz; o Senhor, porém,no princípio era a Palavra (Jo 1,1). João é a voz no tempo; Cristo é, desde o princípio, a Palavra eterna.

Evangelizar os Pobres é nossa Missão


Encontro Interprovincial da Congregação da Missão do Brasil

Aconteceu nos dias  23 e 24 de junho de 2015, no Seminário Interprovincial Nossa Senhora das Graças em Curitiba – PR, o Encontro da Equipe de Reconfiguração Interprovincial da Congregação da Missão do Brasil.
Estiveram presentes os Provinciais das três Províncias do Brasil: Curitiba, Fortaleza e Rio de Janeiro, acompanhados de outros membros de seus respectivos Conselhos. Que os Espirito Santo que animou São Vicente continue iluminando as províncias do Brasil, e cada coirmão em particular em sua missão.