center
center

.

.

CASA DE RETIRO E ENCONTROS

CASA DE RETIRO E ENCONTROS
CONTATO: RUA SÃO VICENTE DE PAULO,300,ANTONIO BEZERRA - FORTALEZA/CE - TEL:(85)3235-6153

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Cronologia da vida de São Vicente de Paulo

1581: 24 de abril, nascimento em Pouy, perto de Dax (Landes).
1595-1597: estudo em Dax; Preceptor da família De Comet.
1597-1604: estudos teológicos em Tolosa; preceptor em Buzet.
1598: morte do pai de Vicente de Paulo. Subdiaconato e Diaconato, em Tarbes.
1600: 13 de setembro: ordenado padre, em Chateau L'Evèque, com apenas 19 anos. Cura de Tihl, diocese de Dax. Viagem a Roma.
1604: 12 de outubro, bacharel em Teologia.
1605-1607: viagem a Bordeus, Tolosa e Marselha. Carta do Cativeiro.
1605-1608: permanência em Avinhão e em Roma.
1608: chegada a Paris.
1609: calúnia do Juiz de Sore. Primeiros contatos com Bérulle.
1610: capelão da Rainha Margarida de Valois. Aquisição da Abadia de São Leonardo de Chaumes.
1611: estadia no Oratório de De Bérulle. Contato com um teólogo tentado contra a fé.
1612: 2 de maio: posse como vigário de Clichy.
1613: setembro, nomeado Preceptor da família dos Gondi
1614: tentação contra a fé durante 3 ou 4 anos.
1615: nomeado Cônego de Ecouis, diocese de Evreux. Doença nas pernas.
1616: desliga-se da Abadia de São Leonardo de Chaumes.
1617: confissão do camponês de Gannes (Oise) e Sermão em Folleville (25 de janeiro). Inícios da Congregação.
1617: saída da casa dos Gondi. Pároco de Châtillon-les-Dombes. Sermão sobre a Caridade. Primeiro grupo de Senhoras da Caridade. Volta à casa dos Gondi.
1618: missões nas terras da Família Gondi. Criação das Confrarias da Caridade em Villepreux, Joigny, Montmirail. Encontro com São Francisco de Sales.
1619: capelão Geral das Galeras (8 de fevereiro).
1620: missões e criação das Confrarias em Folleville, Paillard.
1621: confraria da Caridade de Homens, em Joigny. Encontro com a fundadora das Visitandinas, de Chantal.
1622: nomeado Superior da Visitação. Viagem a Marselha.
1623: missões nas Galeras. Viagem à terra natal. Licenciatura em Direito Canônico.
1624: nomeação como Principal do Colégio Des Bons Enfants. Primeiros contatos com o Abade Saint Cyran.
1625: contrato de fundação da Congregação da Missão (17 de abril); morte da Senhora de Gondi (23 de junho). Primeiros contatos com Luísa de Marillac.
1626: aprovação da Congregação da Missão pelo Arcebispo de Paris (24 de abril). Vicente de Paulo faz doação de seus bens aos parentes.
1627: primeiro irmão coadjutor recebido na Congregação.
1628: contato com Agostinho de Potier Bispo de Beauvais, sobre a urgência da Reforma do clero. Prega o retiro dos ordinandos em Beauvais.
1629: início dos Retiros, nos Bons Enfants. Envia Luísa de Marillac em visita às Caridades.
1631: início dos Retiros aos ordinandos, em Paris.
1632: posse de São Lázaro.
1633: início das Conferências Eclesiásticas das Terças-Feiras. Primeiras Filhas da Caridade, sob a direção de Luísa de Marillac.
1635: projeto de Confraria da Caridade, na Corte.
1636: missionários enviados como Capelães Militares.
1637: discussão de Saint Cyran com São Vicente.
1638: início da Obra das Crianças abandonadas.
1639: ajuda à Lorena. Missão aos refugiados em Paris.
1640: atuação de São Vicente junto a Richelieu em defesa da paz.
1642: Primeira Assembléia Geral da Congregação da Missão, São Vicente apresenta sua demissão. Começo de um Seminário no Colégio dos Bons Enfants. Morte do Cardeal Richelieu.
1643: assiste a Luís XIII agonizante. Nomeado para o Conselho de Consciência da Regência.
1644: grave enfermidade de São Vicente.
1646: fundação na Argélia. Missão na Irlanda e na Escócia. Pedido de fundação em Marrocos.
1648: oposição ao Jansenismo. Missão em Madagáscar.
1649: interferência de Vicente junto à Rainha, para o afastamento de Mazarino (Guerra da Fronde). Opõe-se às doutrinas de Port-Royal.
1551: implantação da Congregação, na Polônia.
1652: atendimento às regiões assoladas pelas guerras: 10.000 pobres alimentados em São Lázaro; 15.000 socorridos em Paris.
1653: Vicente deixa o Conselho de Consciência.
1655: problemas entre o Governo e a Congregação por ter acolhido o Cardeal de Retz, em Roma.
1658: entrega aos coirmãos as regras comuns da Congregação da Missão.
1659: imobilizado por causa da doença das pernas. Não pode mais celebrar. Designa secretamente seu sucessor, Renê Almeras.
1660: morte de Luísa de Marillac (15 de março). Projeto de Vicente de enviar missionários à China.
1660: 27 de setembro, 4:45 da manhã, morte de São Vicente de Paulo.
1729: 13 de agosto beatificado por Bento XIII.
1737: 16 de junho, canonizado por Clemente XII.
1885: 12 de maio, o Papa Leão XIII declarou São Vicente de Paulo Patrono de todas as obras de caridade, ou seja, das Obras Sociais da Igreja
1896: 2 de fevereiro, início da Sociedade São Vicente de Paulo em Curitiba-PR.
1900: 15 de abril, início das Damas da Caridade em Curitiba-PR
1903: 30 de junho, chegada dos padres da Congregação da Missão a Curitiba.
1904: 17 de outubro, chegada das Filhas da Caridade a Curitiba.


Pesquisa: Lourenço Mika



Itinerário Vicentino

















Vicente de Paulo


           
                                

                                    V erdadeiro coração
                                    I rmão do pobre,
                                   C imento e semente
                                   E ntre o céu e a terra.
                                   N ele permanece íntegra
                                   T ua imagem, Senhor
                                   E nvolta em suave mistério.

                                   D o pobre sofrido
                                   E da míseria criatura

                                   P ríncipio incessante de
                                   A uxilio fraterno,
                                   Ú nico consolo na
                                   L uta da vida, Vicente:
                                   O rosto de Cristo presente.

Autor: Assuero Gomes







domingo, 5 de setembro de 2010

Mês da Bíblia


" A Sagrada Escritura é a Palavra de Deus enquanto redigida sob a moção do Espirito Santo".
Quanto à Sagrada Tradição, ela "transmite integralmente aos sucessores dos apóstolos a Palavra de Deus confiada por Cristo Senhor e pelo Espirito Santo aos apóstolos para que, sob a luz do Espirito de verdade, eles, por sua pregação, fielmente a conservem, exponham e difundam"
Daí resulta que a Igreja, à qual estão confiadas a tansmissão e a interpretação da Revelação, "não deriva a sua certeza a respeito de tudo o que foi revelado somente da Sagrada Escritura. Por isso, ambas devem ser aceitas e veneradas com igual sentimento de piedade e referência"
(Catecismo da Igreja Católica,Nºs 81 e 82; Pag 35)

Comunidade em festa!! Aniversariantes do mês de setembro





07/09 - Pe.Aluiso
23/09 - Pe.Lino Roelofs
24/09 - Pe.Adauto
24/09 - Sem. Anderson Clay