center
center

.

.

CASA DE RETIRO E ENCONTROS

CASA DE RETIRO E ENCONTROS
CONTATO: RUA SÃO VICENTE DE PAULO,300,ANTONIO BEZERRA - FORTALEZA/CE - TEL:(85)3235-6153

quarta-feira, 18 de abril de 2012

50ª Assembleia Geral dos Bispos da CNBB


Começou nesta quarta-feira, 18, a 50ª Assembleia Geral dos Bispos da CNBB. O encontro que acontece no Centro de Eventos Pe. Vitor Coelho de Almeida, ao lado do Santuário Nacional, em Aparecida (SP), reúne 309 bispos, sendo 29 deles eméritos.
De acordo com o cardeal arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB, dom Raymundo Damasceno Assis, no pronunciamento que fez na abertura dos trabalhos, as discussões realizadas durante as Assembleias da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) sempre repercutiram no cenário nacional.
O tema central da reunião é ‘A Palavra de Deus na vida e missão da Igreja’. Para o secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner o tema deve também ser refletido nas Igrejas particulares.
“Queremos que a Palavra de Deus seja assumida e proclamada em todas as nossas comunidades, paróquias e dioceses”, afirmou o secretário geral.
Dom Leonardo ainda ressaltou que devido a grande extensão territorial do Brasil este momento em que todo o episcopado se reúne é também propicio para a troca de ideias, partilha e aconselhamentos dos Bispos do Brasil.
50ª Assembleia
Neste ano serão eleitos os delegados que representarão o episcopado brasileiro no próximo Sínodo dos Bispos que abordará assuntos referentes à Nova Evangelização.
Outro assunto que será discutir durante a 50ª Assembleia será o Ano da Fé, que tem início em outubro. Todos os bispos continuam reunidos em Assembleia até o dia 26 de abril.


Fonte:CNBB

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Romaria Nacional dos Vicentinos 2012

VI Encontro Latino Americano da Família Vicentina.

Com o tema “Centrados em Cristo, vivamos o Carisma”, acontece em Aparecida-SP, do dia 17 a 22 de abril de 2012, o VI Encontro Latino-Americano da Família Vicentina. 
O encontro será realizado nas dependências do Centro Redentorista de Espiritualidade, na rua Padre Claro Monteiro, 152. A coordenação da Família Vicentina Internacional (Famvin) informa que o Encontro já tem mais de 150 vicentinos inscritos, de vários ramos e que atuam em 16 países da América Latina. 
Também estão confirmadas as presenças do padre Gregory (Superior Geral da Congregação da Missão e 23º sucessor de São Vicente de Paulo) e do confrade Julien Spiewak (delegado internacional da Juventude Vicentina). Representantes da França e Roma também confirmaram presença.
O encerramento do VI Encontro Latino-Americano da Família Vicentina, no dia 22 de abril, vai coincidir com a Romaria da Sociedade de São Vicente de Paulo e estão previstas algumas atividades em conjunto. 
Confira a programação do VI Encontro Latino-Americano da Família Vicentina: 
Programação
17 de abril - Acolhida e Missa de Abertura
18 de abril - Realidade da América Latina - Cooperação em Luisa de Marillac, Rosalie Rendu e Frederico Ozanam
19 de abril - A cooperação em Vicente de Paulo - palavra do padre Gregory Gay, Superior Geral da Congregação da Missão
20 de abril - Mudança de Estruturas - Maria, na espiritualidade vicentina
21 de abril - Participação da Família Vicentina na Via Sacra e Festvida
22 de abril - Missa de encerramento junto com a Romaria da SSVP


Fonte:http://abratearestauracao.blogspot.com.br

domingo, 15 de abril de 2012

Nota da CNBB sobre o aborto de Feto Anencefálico

Referente ao julgamento do Supremo Tribunal Federal sobre a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 54

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB lamenta profundamente a decisão do Supremo Tribunal Federal que descriminalizou o aborto de feto com anencefalia ao julgar favorável a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental n. 54. Com esta decisão, a Suprema Corte parece não ter levado em conta a prerrogativa do Congresso Nacional cuja responsabilidade última é legislar.
Os princípios da “inviolabilidade do direito à vida”, da “dignidade da pessoa humana” e da promoção do bem de todos, sem qualquer forma de discriminação (cf. art. 5°, caput; 1°, III e 3°, IV, Constituição Federal), referem-se tanto à mulher quanto aos fetos anencefálicos. Quando a vida não é respeitada, todos os outros direitos são menosprezados, e rompem-se as relações mais profundas.
Legalizar o aborto de fetos com anencefalia, erroneamente diagnosticados como mortos cerebrais, é descartar um ser humano frágil e indefeso. A ética que proíbe a eliminação de um ser humano inocente, não aceita exceções. Os fetos anencefálicos, como todos os seres inocentes e frágeis, não podem ser descartados e nem ter seus direitos fundamentais vilipendiados!
A gestação de uma criança com anencefalia é um drama para a família, especialmente para a mãe. Considerar que o aborto é a melhor opção para a mulher, além de negar o direito inviolável do nascituro, ignora as consequências psicológicas negativas para a mãe.   Estado e a sociedade devem oferecer à gestante amparo e proteção
Ao defender o direito à vida dos anencefálicos, a Igreja se fundamenta numa visão antropológica do ser humano, baseando-se em argumentos teológicos éticos, científicos e jurídicos. Exclui-se, portanto, qualquer argumentação que afirme tratar-se de ingerência da religião no Estado laico. A participação efetiva na defesa e na promoção da dignidade e liberdade humanas deve ser legitimamente assegurada também à Igreja.
A Páscoa de Jesus que comemora a vitória da vida sobre a morte, nos inspira a reafirmar com convicção que a vida humana é sagrada e sua dignidade inviolável.
Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, nos ajude em nossa missão de fazer ecoar a Palavra de Deus: “Escolhe, pois, a vida” (Dt 30,19).
Cardeal Raymundo Damasceno Assis
Arcebispo de Aparecida
Presidente da CNBB
Leonardo Ulrich Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília
Secretário Geral da CNBB

Fonte:www.zenit.org