center
center

.

.

CASA DE RETIRO E ENCONTROS

CASA DE RETIRO E ENCONTROS
CONTATO: RUA SÃO VICENTE DE PAULO,300,ANTONIO BEZERRA - FORTALEZA/CE - TEL:(85)3235-6153

sábado, 14 de maio de 2011

Novo Diretor das Filhas da Caridade da Provincia da Amazônia

Todos os coirmãos, da Província de Fortaleza da Congregação da Missão, parabeniza o Pe.Raimundo Nonato por sua nomeação para ser o novo diretor provincial das Filhas da Caridade da Provincia da Amazônia.  
O Pe.Nonato, como missionário, trabalhou muitos anos como animador provincial na pastoral vocacional, também como diretor do colégio São Vicente ajudou na formação de crianças, jovens e adolescentes. Como pároco contribuiu na evagelização da paróquia de São Raimundo Nonato em Belém e antes de receber este novo oficio estava como missionário na paróquia de São José na cidade de Tucuruí/Pa.
Sua posse será:
Dia 15/05
Local: Capela da Medalha Milagrosa
Horário: 17:00hs
Que o Espirito Santo ilumine o Pe.Nonato nesta nova missão e que a exemplo de São Vicente ele seja uma luz para as irmãs, para que elas, continuem a rica missão de amar e servir a Cristo na pessoa dos irmãos sofridos.
Conte com nossas orações.

terça-feira, 10 de maio de 2011

Nova Presidência da CNBB toma posse no final da Assembleia

A CNBB elegeu, entre ontem e hoje, sua nova Presidência para dirigir a entidade no próximo quadriênio (2011-2015). Esta será a 15ª Presidência da CNBB que, no próximo ano, comemorará 60 anos.
O novo presidente, cardeal Raymundo Damasceno Assis, foi eleito no segundo escrutínio com 196 votos. Atual arcebispo de Aparecida, que acolhe pela terceira vez a Assembleia da CNBB, dom Damasceno acumula a experiência de dois mandatos como secretário geral. Até julho, ele é também o presidente do Conselho Episcopal Latino-americano (Celam).
O vice-presidente, dom José Belisário da Silva, também se elegeu no segundo escrutínio com 215 votos. Dom Belisário é arcebispo de São Luís, no Maranhão, e presidiu, nesta Assembleia dos Bispos, a Comissão das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, aprovadas pouco antes de iniciar o processo das eleições.
O secretário geral, dom Leonardo Ulrich Steiner, bispo da prelazia de São Felix (MT) foi o único, até agora, a ser eleito no primeiro escrutínio. Ele teve 202 votos. Integrou, no ano passado, a Comissão das Diretrizes para a formação presbiteral e, neste ano, foi membro das Comissões das Diretrizes para a Evangelização.
A missa da sexta-feira, 13, última da Assembleia, será presidida pelo novo presidente da CNBB, ladeado pelo vice-presidente e pelo secretário, além dos novos presidentes das 12 Comissões Pastorais da CNBB, também eleitos na Assembleia.
A posse da nova Presidência ocorre na sexta-feira, 13, pela manhã, na sessão de encerramento da 49ª Assembleia da CNBB, no Centro de Eventos Padre Vitor Coelho, no pátio do Santuário Nacional de Aparecida. Após a posse, a Presidência dará sua primeira coletiva de imprensa.

Dom Pedro Brito Guimarães foi eleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada.

O arcebispo de Palmas, no Tocantins, dom Pedro Brito Guimarães, foi eleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada. A eleição aconteceu no segundo escrutínio, quando dom Pedro recebeu 162 votos. Na primeira votação recebeu 104, forçando um segundo escrutínio por não ter alcançado a maioria absoluta.
As votações estão ocorrendo ao longo das sessões desta terça-feira, no Centro de Eventos Padre Vitor Coelho, em Aparecida (SP), onde ocorre, desde o dia 4, a 49ª Assembleia Geral da CNBB.
Dom Pedro sucederá ao bispo de Santarém (PA), dom Esmeraldo Barreto de Farias. A duração do mandato é de quatro anos.

Dom Belisário é eleito vice-presidente da CNBB

O arcebispo de São Luís (MA), dom José Belisário da Silva é o novo vice-presidente da CNBB. Ele foi eleito na manhã de hoje, no segundo escrutínio, com 215 votos, durante a 49ª Assembleia da CNBB, que acontece em Aparecida (SP), desde quarta-feira, 4.
Na primeira votação, dom Belisário alcançou 167 votos, mas eram necessário 183, equivalentes a dois terços do total de 274 votantes. Em segundo lugar ficou o arcebispo de Londrina (PA), com 18 votos.
Dom Belisário presidiu a Comissão que elaborou as novas Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE), aprovadas ontem pela Assembleia.

Biografia no novo vice-presidente
Dom Belisário nasceu em 1945, em Carmópolis (MG). Foi ordenado padre em 1969 e bispo (2000) em sua terra natal.

Estudou Filosofia no Convento São Boaventura, em Dalto Filho (RS) e Teologia, no Instituto Central de Filosofia e Teologia da Universidade Católica de Minas Gerais.

Foi vigário Paroquial, Reitor do Seminário Santo Antônio de Santo Dumont (MG), Definidor e Ecônomo Provincial, Professor de disciplinas em nível de 2º grau, professor de Psicologia Educacional em nível de 3º grau, Formador e Mestre de frades de profissão temporária. Antes de ser nomeado arcebispo de São Luiz, dom Belizário foi bispo de Bacabal (MA) de 2000 a 2005.

49º Assembléia Geral da CNBB

O bispo da Prelazia de São Felix (MT), dom Leonardo Ulrich Steiner, é o novo secretário geral da CNBB. Ele foi eleito no primeiro escrutínio, realizado no final da última sessão de trabalhos da 49ª Assembleia da CNBB, na manhã desta terça-feira, 9.
Dom Leonardo recebeu 202 votos dos 268 votantes. Os dois terços requeridos para a eleição eram de 179. O segundo colocado foi o bispo auxiliar de Belo Horizonte (MG), dom Joaquim Giovani Mol Guimarães com 33 votos.
Desde 1979 não era eleito para secretário geral um bispo diocesano e virou, na CNBB, quase uma tradição eleger um bispo auxiliar para o cargo.
Com a eleição de dom Leonardo, fica completa a nova Presidência da CNBB. Ontem, o arcebispo de Aparecida, cardeal Raymundo Damasceno, já havia sido proclamado presidente da CNBB com 196 votos. Hoje, pela manhã, a Assembleia elegeu o arcebispo de São Luís, dom José Belisário da Silva, vice-presidente.
A nova Presidência toma posse na sexta-feira, 13, na sessão de encerramento da 49ª Assembleia da CNBB, quando atenderá à imprensa. O mandato da nova Presidência é de quatro anos (2011-2015).
Dom frei Leonardo Ulrich Steiner

É bispo prelado de São Félix (MT), nasceu em 1950, em Forquilhinha (SC). Ele teve sua ordenação presbiteral em 1978, em Forquilhinha e episcopal em Blumenau (SC).
Dom Leonardo estudou Filosofia e Teologia no Instituto Franciscano de Filosofia e Teologia da Província Franciscana da Imaculada Conceição, em Petrópolis (RJ).
O bispo prelado de São Félix já foi professor e orientador educacional no colégio dos Meninos Cantores de Petrópolis; mestre dos postulantes, professor e orientador educacional no Seminário Santo Antônio, mestre dos Noviços e mestre dos Irmãos de profissão temporária, vigário paroquial junto às paróquias de São Benedito, Guaratinguetá, São Paulo Apóstolo, Agudos e São Francisco (todas em São Paulo) e Rodeio (SC). Foi secretário para a Formação e Estudos da Província da Imaculada Conceição, conselheiro espiritual das equipes de Nossa Senhora. Vigário paroquial da paróquia do Senhor Bom Jesus dos Perdões, na arquidiocese de Curitiba (PR) e professor na Faculdade de Filosofia São Boaventura, da Associação Bom Jesus.
Seu lema episcopal é: “Verbo feito de carne”.

Comissões

Ainda hoje a CNBB deve dar início à escolha dos presidentes das 12 Comissões Episcopais Pastorais. Diferentemente dos membros para a Presidência, os presidentes das Comissões são eleitos com maioria absoluta dos votos no primeiro ou segundo escrutínio. Não havendo eleitos, faz-se um terceiro escrutínio com os dois mais votados no segundo escrutínio.
Serão escolhidos presidentes para as seguintes comissões:
1. Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada;
2. Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato
3. Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial
4. Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-catequética
5. Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé
6. Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia
7. Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso
8. Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz
9. Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e Educação
10. Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família
11. Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude
12. Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação