center
center

.

.

CASA DE RETIRO E ENCONTROS

CASA DE RETIRO E ENCONTROS
CONTATO: RUA SÃO VICENTE DE PAULO,300,ANTONIO BEZERRA - FORTALEZA/CE - TEL:(85)3235-6153

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Catequese do Papa: Perdão que renova e transforma

Queridos irmãos e irmãs:
Lendo o Antigo Testamento, uma figura se destaca entre as demais: a de Moisés, como homem de oração. Moisés, o grande profeta e guia na época do êxodo, exerceu sua função de mediador entre Deus e Israel, tornando-se portador, com relação ao povo, das palavras e mandatos divinos, conduzindo-o rumo à liberdade da Terra Prometida, ensinando os israelitas a viverem na obediência e na confiança a Deus, durante a longa estadia no deserto, mas também, sobretudo, rezando. Ele reza pelo Faraó quando Deus, com as pragas, tentava converter o coração dos egípcios (cf. Ex 8-10); pede ao Senhor a cura da irmã Maria, enferma de lepra (cf. Nm 12,9-13); intercede pelo povo que havia se rebelado, aterrorizado pelo informe dos exploradores (cf. Nm 14,1-19); reza quando o fogo estava devorando o acampamento (cf. Nm 11,1-2) e quando serpentes venenosas estavam fazendo um massacre (cf. Nm 21,4-9); dirige-se ao Senhor e reage protestando quando o peso da sua missão se tornou muito grande (cf. Nm 11,10-15); vê Deus e fala com ele "face a face", como se fala com um amigo (cf. Ex 24,9-17; 33,7-23; 34,1-10.28-35).
Também quando o povo, no Sinai, pede a Aarão que faça um bezerro de ouro, Moisés reza, explicando de forma emblemática sua própria função de intercessor. O episódio é narrado no capítulo 32 do Livro do Êxodo e tem um relato paralelo no Deuteronômio, no capítulo 9. É neste episódio que eu gostaria de me deter na catequese de hoje, em particular na oração de Moisés que encontramos na narração do Êxodo. O povo se encontrava aos pés do Monte Sinai, enquanto Moisés, em cima do monte, esperava o dom das Tábuas da Lei, jejuando durante quarenta dias e quarenta noites (cf. Ex 24,18; Dt 9,9). O número 40 tem um valor simbólico e significa a totalidade da experiência, enquanto com o jejum se indica que a vida vem de Deus, é Ele quem a sustenta. O fato de comer implica na assunção do alimento que nos sustenta; por isso, jejuar, renunciando à comida, adquire, neste caso, um significado religioso: é uma maneira de indicar que não só de pão vive o homem, mas de toda palavra que sai da boca do Senhor (cf. Dt 8,3). Jejuando, Moisés indica que espera o dom da Lei divina como fonte de vida; esta desvela a vontade de Deus e nutre o coração do homem, fazendo-o entrar em uma aliança com o Altíssimo, que é fonte de vida, é a Vida em si.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Aniversariantes de Junho

Vida
02/06 - Pe.Antonio de Assis, CM
03/06 - Sem. Cristiano (Teologia)
04/06 - Pe. Ari, CM
13/06 - Pe. Antonio Garcês, CM
15/06 - Sem. Antonio (Teologia)
18/06 - Sem.Artur (Filosofia)
18/06 - Sem. Lenilton (Filosofia)
19/06 - Pe.Silvio,CM
22/06 - Pe. Hesiodo, CM
28/06 - Francisco Ivo, CM






segunda-feira, 30 de maio de 2011

Festa de Santo Antônio em Quixeramobim/Ceará

Considerada a maior festa religiosa do sertão central cearense, Santo Antônio, padroeiro do município de Quixeramobim, será comemorado no período de 29 de maio a 13 de junho próximo. O pároco, Padre Francisco Sérgio de oliveira, anunciou a programação que será levada a efeito em parceria com a Prefeitura Municipal. Segundo o convite distribuído pela paróquia, o objetivo dos festejos é celebrar a festa do padroeiro Santo Antônio aprendendo com seu exemplo de discípulo missionário de Jesus Cristo no seio da família. 
Dentre os objetivos específicos da festa religiosa são enumerados: o envolvimento das famílias e escolas no desejo da construção de uma sociedade pautada no diálogo; ir ao encontro das crianças, jovens e pobres, levando todos a uma experiência com a Palavra de Deus; viver intensamente esse período como tempo de graça e de retiro comunitário; despertar na vida de todos os batizados a vocação de discípulos missionários de Jesus Cristo; fortalecer e animar a fé encarada na realidade; favorecer oportunidades de encontro, lazer e entretenimento aos devotos de Santo Antônio e fomentar valores evangélicos de partilha, solidariedade e trabalho comunitário.
De acordo com a programação, a festa começa no domingo, dia 29 de maio às 10 h, com uma carreata pelas principais ruas da cidade e a benção dos veículos. No encerramento, uma feijoada será servida no Barracão de Santo Antônio, para a confraternização dos fiéis. Na segunda-feira, dia 30, às 18h30min, chegada da imagem de Jesus, Maria e José em comemoração aos 40 anos da diocese de Quixadá.  Às 19 h, missa na Igreja Matriz de Santo Antônio, celebrada pelo Padre Sebastião, Pároco da paróquia de São Francisco do bairro da maravilha – Quixeramobim-Ce. 
  
Terça-feira, dia 31, às 18h, abertura da festa com o hasteamento da bandeira de Santo Antônio, em seguida trezena e missa tendo como celebrante o Padre Evaldo – provincial da província de Fortaleza da congregação da missão. No sábado, dia 04, acontece um dos momentos altos das comemorações com a Cavalgada e a Missa do Vaqueiro, celebrada pelo Padre Adauto Farias que estará estilizado de vaqueiro, cantando durante os ritos litúrgicos. O tradicional leilão de Santo Antônio acontecerá no sábado, dia 11 de junho logo após a missa. 
O encerramento dos festejos ao santo padroeiro de Quixeramobim ocorrerá dia 13 de junho com celebrações de missas a partir das 5 h da manhã na Igreja Matriz. Às 09h30min a Missa Solene será presidida pelo bispo diocesano, Dom Ângelo Pignolli. Às 15 h, a procissão percorrendo as principais ruas da cidade, em louvor ao santo, numa demonstração de fé e religiosidade popular; em seguida a benção aos fiéis e o arreamento da bandeira, por último, show pirotécnico de encerramento dos festejos do padroeiro.

Fonte: CRISANTO TEIXEIRA – JORNALISTA DRT 2158